Publicado por: lobusdaestepe | fevereiro 13, 2011

Évora- Da Capela dos Ossos ao Pão de Rala

“Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”, diz  o letreiro sobre a cripta.

Capela dos ossos

Monges  envolvidos na contrarreforma católica se empenharam em simbolizar a transitoriedade da vida.

Para isso, forraram as paredes da nave da capela com ossos de 5 mil pessoas.

Capela da ordem terceira de São Francisco, tem um altar com talha dourada .

Évora, capital do Alentejo, formou-se a partir de uma colcha de retalhos que atravessou os tempos.

A cidade tomou o corpo que tem hoje com pedaços de tecido de origem romana, moura e cristã, em que foram bordados templos, muralhas e igrejas.

O resultado final é um caldeirão de ideias e monumentos, acompanhados por apenas 50 mil habitantes,mas com uma população bem jovem, pelo menos foi o que vimos, devido as universidades.

Todos devidamente orgulhosos de poder morar dentro de um consagrado Patrimônio da Humanidade

Em Évora,não deixe de conhecer o pão de rala, só encontramos lá.

Diz a lenda que durante o seu curto reinado, visitou Évora o jovem rei D.Sebastião, tendo-se acolhido às freiras Xabreganas do Convento de Santa Maria do Calvário.

À chegada do régio senhor, cansado das durezas da viagem e do calor que fazia, um valido real encarregado do protocolo, lembrou a Madre Abadessa da necessidade de oferecer um refrigério ao real hóspede.


A monja, que há muito esperava em vão a ajuda do Paço para a sobrevivência do pobre convento, retorquiu que só havia uns “pães ralos”, azeitonas e água; era o que havia e foi o que veio. O monarca comeu e apreciou.
De volta a Lisboa, despachou uma recompensa em benefício do convento.

Em agradecimento, a criatividade monástica retribuiu com esta doce alegoria conhecido por Pão de Rala, que fez as delícias do rei e também de todos nós.


Se visitar Évora não esqueça que é aqui que pode e deve provar esta maravilha.

O melhor é o produzido por Maria Ercília Zambujo na Pastelaria Conventual Pão de Rala situada na parte baixa da cidade, Rua de Cicioso. Ou pode fazê-lo assim:

Ingredientes:

20 Gemas
500 gr de Açúcar
3 dl de Água
500 gr de Amêndoa pelada e ralada
raspa de 1 Limão
1 chávena de (chá) de Doce de Chila
1 chávena de (chá) de Fios de Ovos
1 chávena de Chá) de Ovos Moles

Preparação:

Leve ao lume o açúcar com os 3 dl de água e deixe fazer ponto de fio (105ºC).
Junte a amêndoa ralada até obter um preparado espesso.
Retire do lume e junte as 20 gemas e a raspa do limão, mexendo muito bem.
Leve novamente a lume brando mexendo sempre para não queimar, e deixar espessar um pouco.
Retire do lume, deixe arrefecer e estenda a massa de maneira a formar uma rodela, no meio da qual se colocam fios de ovos e chila previamente misturada com os ovos moles.
Puxa-se a massa de forma a cobrir o recheio e a dar a forma de pão ao preparado.
Leva-se a forno brando ( 180-190ºC) em tabuleiro untado e forrado com papel vegetal durante 30/35 minutos. Deve ficar levemente tostado, como um pão.
Retira-se do tabuleiro só depois de frio, e polvilha-se com açúcar em pó, dando o aspecto de farinha.

Notas:

A Amêndoa a usar não é nem moída nem granulada, sim um pouco esmagada. Como à venda só existe normalmente uma variedade demasiado fina, quase como farinha, e outra em que há muitos grãos grossos, costumo comprar essa mais grossa, passo-a por uma peneira média e depois esmago os grãos mais grossos com um rolo de pedra, sobre a bancada. Dá uma consistência final perfeita.
Os fios de ovos são algo trabalhosos de fazer e necessitam de um instrumento específico, a fieira, que não é comum nas cozinhas caseiras. O Doce de Gila dá realmente muito trabalho e leva muito tempo a fazer, mas qualquer destes ingredientes se pode adquirir pronto e facilitar muitíssimo a confecção do Pão de Rala

fonte:comidas caseiras.blogspot.com

Olhem a delícia!!!

A Confeitaria é pequena, mas tem cada doces, um mais gostoso que o  outro.

Ah, tem também a Sericaia.

INGREDIENTES

300 GRS DE AÇÚCAR
80 GRS DE FARINHA DE TRIGO
08 OVOS
500 ML DE LEITE
CASCA DE 1 LIMÃO
01 PAU DE CANELA
CANELA EM PÓ PARA POLVILHAR
MODO DE FAZER:
LEVE AO FOGO UMA PANELA COM O LEITE, A CASCA DE LIMÃO E O PAU DE CANELA E DEIXE FERVER.
NUMA TIGELA, BATA BEM AS GEMAS E O AÇÚCAR ATÉ FICAR UMA MISTURA CLARA E CREMOSA. ADICIONE A FARINHA, JUNTE O LEITE EM FIO E MEXENDO SEMPRE, COLOQUE NOVAMENTE NA PANELA, REJEITE A CANELA E A CASCA DE LIMÃO E LEVE AO FOGO, MEXENDO SEMPRE, ATÉ FERVER E FICAR UM CREME MACIO. RETIRE DO FOGO E DEIXE ESFRIAR UM POUCO.
BATA AS CLARAS EM NEVE BEM FIRME, JUNTE-AS AO PREPARO ANTERIOR E MISTURE DELICADAMENTE. DEITE EM COLHERADAS DESENCONTRADAS PARA UM PRATO GRANDE DE BARRO, POLVILHE COM CANELA EM PÓ E LEVE AO FORNO PRÉ-AQIECIDO A 200ºC DURANTE APROXIMADAMENTE 20 MINUTOS. RETIRE, DEIXE ESFRIAR E SIRVA.

Respostas

  1. Tive o privilégio de comer esse pão é maravilhoso..

    .

    • É um privilégio mesmo Eloisa.bjs

  2. Boa tarde, pode-me informar ou fornecer qual a receita da massa que utilizam para confecionar esta maravilhosa iguaria?

    • Oi, tenho esta receita, mas confesso que nunca fiz.
      Pao de Rala
      Massa
      500 gr de açúcar
      7 unidades de gema de ovo
      500 gr de amêndoas (metade sem casca)
      250 ml de água
      1 colher (sobremesa) de farinha de trigo para polvilhar
      Recheio
      300 gr de fios-de-ovos
      400 gr de açúcar
      12 unidades de gema de ovo
      300 ml de água
      1 fatia de casca de limão

      Montagem
      1 unidade de gema de ovo
      1 colher (sopa) de leite
      Massa
      1. Moa bem as amêndoas (com e sem casca), misturadas.

      2. Ferva a água com o açúcar por cerca de 15 minutos.

      3. Junte as amêndoas, mexa bem e deixe ferver mais 3 minutos.

      4. Retire do fogo.

      5. Enquanto isso, bata bem as gemas em uma tigela.

      6. Adicione as gemas à calda de amêndoas, misturando bem.

      7. Sem parar de mexer, leve ao fogo novamente, até engrossar.

      8. Transfira para uma forma e deixe esfriar.

      Recheio
      1. Em uma panela, leve ao fogo a água, o açúcar e a casca de limão, até o açúcar se dissolver completamente.

      2. Separadamente, bata bem as gemas.

      3. Adicione a calda nas gemas, mexendo sempre, e volte para o fogo baixo.
      4. Cozinhe até engrossar, sem deixar ferver e mexendo sem parar.

      5. Retire do fogo (se quiser, coe em uma peneira de alumínio) e deixe esfriar.

      6. Misture os fios de ovos e reserve.

      Montagem
      1. Polvilhe farinha na bancada, e estenda metade da massa, formando um círculo.

      2. Coloque o recheio no centro, dobre as bordas para cima e pincele com a gema misturada com o leite.

      3. Estenda o restante da massa por cima, polvilhe com bastante farinha e pressione as laterais para colar uma massa na outra.

      4. Leve ao forno pré aquecido (cerca de 180º), em forma untada e enfarinhada, por cerca de 40 minutos, ou até que fique douradinho.

      5. Espere esfriar para servir, bom apetite

      • Muito obrigada, foi muito gentil da sua parte. Vou experimentar um dia destes, esta maravilha.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: