Publicado por: lobusdaestepe | março 11, 2012

Turismo Alternativo: Russia Paranormal

Em contato com  algumas pessoas na Russia, notei que são bem místicas e acreditam em fantasmas.

Mostaram alguns prédios onde dizem que há fantasmas e como fiquei curiosa fui pesquisar e encontrei alguma coisas bem interessantes.

Este video do You tube é de um  túnel na Rússia é conhecido como amaldiçoado, histórias dizem que ele foi construido passando onde havia um cemitério na parte superior, e que muitos destes acidentes são efeitos de possíveis fantasmas que acabam provocando parte destes acidentes, claro velocidade e outros fatores contribuem para essa série de desastres !

Os lugares mais assombrados mais famosos da Rússia são o Kremlin e St. Petersburgo.

No Kremlin, a torre Komendantskaya abriga uma mulher com uma pistola nas mãos.

É o fantasma de Fanny Kaplan,uma jovem judia militante socialista revolucionária, que tentou matar Lenin e foi executada.

Ela havia deciddido matar  Lenin por considerá-l0  um traidor da Revolução.

Ivan, o Terrível, prefere a torre do sino. Ao longo do muro, caminha o czar Dmitri Pretender. Sua última aparição documentada foi em 1991.

“Segundo a tradição russa, uma visão do fantasma de Ivan, o Terrível, é sempre considerada como um sinal de mau agoro para quem estiver no poder. Diz-se que em 1894, quando o último czar Russo estava prestes a exercer funções e perto do seu casamento com a futura Imperatriz Alexandra Fedorovna, o espirito de Ivan, o Terrível, era visto com muita frequência. O czar e a sua família acabariam por ser assassinados pelos bolcheviques depois da Revolução de Outubro em 1917”.

Indian Express-1998

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outra história contada no livro “Romanov Autumn” de Charlotte Zeepvat, é que em 1898, quando a filha mais velha do casal Romanov, Olga, tinha 3 anos de idade, costumava dizer à sua ama, Miss Eagar, que via e falava com uma senhora velha com um vestido azul.

 

Ninguém fez caso das afirmações da criança até que, um dia, quando ela e a ama passeavam pelo Palácio de Inverno, Olga apontou para um quadro de Maria Alexandrovna, sua bisavó e esposa de Alexandre II que tinha morrido em 1880 e identificou-a como sendo a mulher com quem falava.

Fonte : http://romanov.blogs.sapo.pt/5208.html

  • St. Petersburg tem a praça Toitskaya próxima à Casa de Pedro, o Grande, assombrada por uma menininha.
  • Na ponte de Lieutenant Schimidt,a jovem Shishiga aborda os caminhantes dispostos a ouvir seus problemas, um fantasma lamuriento.

  • Perto da Fortaleza de Petropalovskaya, a princesa Tarakanova chora às margens congeladas do rio Neva.
  • Na ponte sobre o canal Ekaterininsky, Sofia Perovskaya, membro do partido Socialista Revolucionário, que comandou o assassinato de vários membros do governo czarista, aparece nos dias mais sombrios de março. Sua face é azulada, como os que morreram sufocados; no pescoço, a marca roxa de uma corda e na mão um lenço branco, que servia para sinalizar o ataque das bombas…

 

 

 

O blog    tudosobrearussia.com.br, tem ainda mais casos:-


1) O Monge Negro
Esse fantasma vive na floresta Aleshkinskiy (“Aleshkinskiy les”). Costuma ser visto quando o tempo está quente e úmido, na época das chuvas. Ele parece ser um homem alto, com um rosto azulado e pálido. Usa uma longa túnica preta e por isso é chamado o Monge Negro. Ninguém sabe quem é ele, o que está fazendo, e por que justamente nessa floresta. De acordo com os moradores locais, à coisa a fazer é não chamar atenção do monge ou tentar falar com ele, pois algo ruim pode acontecer com a sua família.

2) A Mãe Fatal
Esse fantasma habita a rua Nikulinskaya de Moscou e sempre aparece como uma miragem. Os homem entrevistados que já ouviram a a voz da mãe misteriosa descrevem: “Estava no carro, dirigindo, de repente, uma voz bem suave de uma mulher começa cantar uma cantiga de ninar. Logo, materializa-se na minha frente  um jardim em que uma mulher balançando um bebê no berço”. Durante todas as vezes que isso aconteceu, motoristas perderam o controle e bateram seus carros.
3) Beria Limousine
Os moradores da rua Malaya Nikitkaya, contam sobre o fenômeno que ocorre algumas vezes por mês depois da meia noite. Eles claramente ouvem o som de um motor de carro chegando bem próximo, e também percebem um pequeno ponto de luz que vem acompanhando o som pela escuridão da rua. Os funcionários da Embaixada da Tunísia, que fica nessa rua, contam que antigamente, aqui ficava a residência de Lavrentiy Pavlovich Beria, um político soviético e braço direito de Stalin. Ele tinha a fama de ser um homem mulherengo, andando em sua limousine preto por Moscou, caçando moças bonitas que depois desapareciam para sempre. Pessoas que já vivenciaram o fenômeno noturno adicionam que o carro fantasmagórico pára na frente da casa de Beriya e você pode ouvir as vozes de homem e mulher saindo do veículo. Os funcionários da embaixada dizem que, recentemente, encontraram uma câmara de tortura no porão do prédio, que não por acaso poderia ter pertencido  à Lavrentiy Pavlovich.

4) Gatos misteriosos

Zamoskvorechye é um bairro de Moscou sempre teve fama de ser um lugar mal assombrado. Moradores locais contam histórias esquisitas sobre um bando de gatos misteriosos que atravessam a rua a noite, saindo de uma parede com a mesma facilidade que entra na outra.

5) Fantasma de um velho Kusovnikov

Na rua Myasnitckaya, perto da loja “Chay.Kofe”, há uma antiga casa que abriga o fantasma do velho Kusovnikov. Os moradores locais contam que a lenda diz que, anteriormente, dentro dessa casa, viviam os comerciantes Kusovnikovy, que eram pessoas bastante mesquinhas. Um dia, escondendo todo seu dinheiro dentro de um forno fora de casa, o casal saiu, mas ao retornar descobriu que o zelador tinha queimado tudo, sem saber o que estava dentro.  Ainda segundo a lenda, a esposa do Kusovnikova morreu imediatamente de parada cardíaca e seu marido enlouqueceu, brigando pelo resto da vida com a prefeitura, pedindo para trocar o carvão pelo dinheiro que tinha perdido. Hoje em dia, algumas testemunhas afirmam que já viram nessa rua um homem velho,  que anda sem o destino sussurrando: “Dinheiro, meu dinheiro!”
6) Gato Begemot
De acordo com algumas testemunhas na rua Tverskaya, duas vezes por mês anda um gato preto gigante, que ganhou o nome de Begemot, devido a famosa obra do Mikhail Bulgakov “O Mestre e Margarida”.

7) O Fantasma da gigante

De acordo com os relatos de algumas testemunhas, na esquina das ruas Stretenka e Daeva, de vez em quando, na parede de algumas casas aparece uma sombra negra enorme, que fica parada lá, a noite inteira.

8) Bibliologista Rubakhin

Esse fantasma vive na biblioteca Lenina, onde assusta os leitores e confunde-os quando querem encontrar um determinado livro. De acordo com moradores da região, a figura parece ser do cidadão Rubakhin, que possuía uma enorme coleção de livros nessa biblioteca.
9) Assassino de rodovia Vladimirskaya
Testemunhas dizem que, por várias vezes, observaram um homem barbudo em diversas partes da rodovia, que parece ser um mendigo comum. No entanto, esse homem estranho, chama a sua atenção e pede para parar o carro. Ele chega na janela e diz: “Perdoe-me, caro homem!” De acordo com moradores da região, esse fantasma pertence ao condenado que matou mais de mil pessoas e foi morto no presídio que antigamente ficava nessa rodovia.

10) Sombras brancas

Uma explosão de casa na rua Guryanov, durante um atentado terrorista, aconteceu não muito tempo atrás, mas casas novas já surgiram das ruínas. Durante a construção, muitos trabalhadores ouviram choros de crianças e viram algumas sombras brancas.

11) Carruagem Cinza
Hoje em dia, ninguém mais vê este fantasma, mas ele sempre aparecia, durante o século XIX, na rua Ponte Kuznetskiy, quando alguém pensava em suicídio. Em uma carruagem cinza, o motorista oferecia um passeio gratuito pela cidade. Uma vez que alguém aceitasse o convite, nunca era mais visto novamente.
12) Família de Decapitados Khovanskih
Na estrada Yaroslavskom, muitos já testemunharam atividades paranormais. Dentre as histórias, está a da  família Khovanskih que foi executada pela Princesa Sophia, imperatriz da Rússia durante o século XVIII. Os membros da família,  chegam perto e tiram suas cabeças, como se fossem chapéus, depois curvando-se pedem para enterrá-los como seres humanos.
“Não creio em fantasmas, mas que eles existem, eles existem”
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: